HÉRNIAS DE DISCO

O disco vertebral é um amortecedor natural cartilaginoso, rico em colágeno que temos entre as vértebras de toda a coluna. Problemas genéticos, de postura, obesidade, sedentarismo, esforço repetitivo e até over training podem levar a uma ruptura da estrutura externa mais resistente que dá forma ao disco (anel fibroso). Isso faz extravasar o conteúdo mais gelatinoso interno (núcleo culposo) que pode comprimir estruturas nervosas que passam ao redor da coluna vertebral. O tratamento adequado e moderno das hérnias de disco depende da fase em que se encontra o processo.

Fase aguda inflamatória

É a fase mais dolorosa e incapacitante. Seu tratamento consiste em basicamente retirar a dor e prevenir danos neurológicos. É feito com medicações analgésicas e anti-inflamatórias. Medicações neuropáticas e neuroprotetoras podem ser usadas em casos de alterações de sensibilidade, força ou reflexos.

Pode se iniciar a fisioterapia, porem analgésica e leve. O repouso e restrição de atividades físicas é indicado e pode ser necessário afastamento profissional.

Fase Remodeladora / Reparadora ou Tardia

Sim! Sua hérnia pode ser absorvida pelo seu organismo, desaparecer ou diminuir. Quando o processo inflamatório e a dor vão embora, se inicia uma fase de reabilitação, alongamento, reforço muscular e correção dos problemas que causaram a doença.

Cirurgia de Hérnia de Disco

Felizmente, só uma pequena porcentagem dos casos evolui para necessidade de cirurgia. Fique atento! Geralmente a cirurgia é indicada quando não há melhora com os tratamentos clínicos que evoluem para uma dor incapacitante ou dor intensa. Em casos de lesão neuro radicular, diminuição ou ausência de força, sensibilidade, reflexos ou anestesia nos braços ou pernas, fique atento. Isso é um sinal importante de gravidade da hérnia de disco.

Você acha que seu caso vai precisar de algo mais invasivo?

Não se desespere! A cirurgia quando bem indicada e realizada não é um bicho de sete cabeças. Técnicas minimamente ou não invasivas modernas garantem uma melhora rápida da sua condição normal. Mas, mesmo após cirurgia há necessidade do tratamento da fase remodeladora. Afinal, temos 25 discos vertebrais e o problema pode aparecer em outras regiões se as causas iniciais da doença persistirem.

Fotos e Ilustrações

Dr. Alexandre Moulin, Médico Ortopedista com especialização em Cirurgia Coluna, Tratamento da Dor e Medicina Regenerativa, membro do corpo clínico dos hospitais: AACD, Hospital Sírio Libanês, Hospital São Luiz, Hospital Leforte, Cristóvão da Gama, BR Surgery. É Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT). Membro Titular da Sociedade Brasileira de Coluna (SBC). Membro da Sociedade Brasileira de Ozonioterapia Médica (SOBOM). Membro da North America Spine Society (NASS).

Agende sua consulta agora mesmo !

SANTO ANDRÉ

Rua das Esmeraldas, 176, 2º Andar
Bairro Jardim
Santo André/SP
CEP: 09090-770

ITAIM BIBI

Av. Juscelino Kubitschek, 50, 16º Andar
Itaim Bibi
São Paulo/SP
CEP: 04345-000

SAÚDE

Av. Fagundes Filho, 475
Saúde
São Paulo/SP
CEP: 04304-010

Este site segue os princípios da resolução do CFM 1974/2011 e do código de conduta Web de medicina e saúde. A informação é oferecida com propósito de educação e informação, não necessariamente são técnicas praticadas na Clínica. Não substitui opinião médica em atendimento formal. Se você tem qualquer problema de saúde, contate seu médico ou profissional de saúde. O objetivo do ato médico, como em toda a prática médica, constitui-se da obrigação de meio e não de fim ou resultado. Todas as informações e textos são produzidos por médicos da Clínica. Fotos são meramente ilustrativas. Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento”

Open chat
Como podemos te ajudar?